segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

OS PLANOS, PROJETOS E PROGRAMAS ESCARLATES A TODO VAPOR

Joilson Gouveia*

Desde há muito, desde os idos fins da década oitenta, que se tenta acabar com as nossas briosas castrenses estaduais: verazes e inabaláveis trincheiras em defesa da Lei, da Ordem e da Segurança Públicas “nessepaiz”, último bastião da Sociedade e maior baluarte dos cidadãos e cidadãs honestos, honrados, decentes, trabalhadores e de bem desta nação tão aviltada, espoliada, depredada, “desviada, doada” e vilipendiada por esquerdistas escarlates e seus “teóricos teocráticos libertários”, que tentam descristianizar nosso povo cristão, a despeito de seu sincretismo religioso, evangélico e cultural e, sobretudo, de sua agnosia agnóstica ignara ou pueril no campo político-estratégico conquanto incultos ou analfabetos ou lobotomizados pelos esquerdalhas marxista-leninista-gramscista-lulista todos comuna-socialista, nesses últimos dez lustros!
De lembrar que, já tentaram “unificação” das briosas com as civis estaduais, depois “criaram”, por decreto, uma Força Nacional de Segurança, anômala, esdrúxula, ilegal e, acima de tudo, inconstitucional (basta ver que sequer consta do Capítulo da Segurança Pública, na CF/88) subordinada diretamente ao MJ e ao Chefe do Executivo, bem como também, “criaram” um Ministério da Defesa, secundando, afastando, reduzindo, enfraquecendo, sucateando, minando e minimizando os poderes, ações, condutas e atitudes das Forças Armadas e, por conseguinte, de suas Forças-Auxiliares e Reservas do Exército Brasileiro: as briosas castrenses estaduais e seu corpos de bombeiros militares.
Nesse ínterim, tais desgovernos se aliaram às FARC e demais narcotraficantes da AL enquanto os ditos “movimentos sociais” eram, continuam sendo e são treinados por venezuelanos bolivarianos e cubanos, inclusive deram guaridas aos “refugiados” haitianos, equatorianos, bolivianos e até muçulmanos egressos das Arábias ou ISIS e Síria. Há quantos albergados no país sustentados com Bolsa-Famílias? Pasmem! Sem falar no grande engodo ardiloso do “mais médicos”, com seus mais de dez mil cubanos.
Os teóricos libertários esquerdistaPATAS e “intelectuais” presos na Ilha Grande “criaram”, orientaram, instruíram, adestraram, estruturaram e organizaram os embriões das mais distintas e diversas facções criminosas incrustradas no território brasileiro. É fato! Ver os textos seguintes, a saber:
A imensa maioria da mídia, recrutada, composta e integrada por diligentes, intrépidos e dedicados “agentes de transformação social”, tem feito sua parte juntamente com os “organismos internacionais e nacionais de direitos-humanos”, que quase nunca noticia, na mesma proporção e intensidade, quando um brioso ou policial tomba pelas mãos ímpias de impiedosos “excluídos sociais” ou dessas “vítimas do Estado e da Sociedade Injusta”.
Por sua vez, a ONU exige a extinção das briosas castrenses estaduais em suas estapafúrdias, descabidas e inadequadas “recomendações”, no mais da vez, corroboradas e ratificadas por milhares de ONG’s, blogs de “jornalistas” e pela Anistia Internacional e Americas Watch e Humans Rights et caterva fazem coro contra nossos briosos e demais policiais, mas sequer veem as atrocidades desumanas das agruras, sofrimentos e até de milhares de mortes de enfermos no chão e nas filas de nosocômios sucateados sem leitos (Foram mais de 25.550 desativados nos últimos cinco anos) e os mais de 58 mil mortos/ano, nesses últimos catorze anos já excederam aos 700 mil/mortos, vítimas de crimes violentos letias intencionais. Há mais vítimas ceifadas que na própria guerra convencional, na Síria, Irã e Iraque!
Em suma, é ensurdecedor o silêncio, mudo e calado do STF, com oito dos onze indicados por escarlates, sobretudo do mordaz, loquaz e falaz falante “asceta de prístinas virtudes”, ora oculto, escondido ou fugitivo PENTA-RÉU e de seu “comandante de izécito vermelho de Stédile”, que devem estar à frente da teatralização dantesca eclodida de seus sectários, séquitos, sequazes e tais facções “aprisionadas” nas penitenciárias e presídios, que mais parecem colônia-de-férias e hotéis desses bandidos e meliantes, que se digladiam entre si e recebem como gratificação e prêmio ou benesses as generosas promessas de polpudas indenizações a serem pagas pelos 10“governos” atuais.
Foi-se dito: “o crime não vencerá à Justiça”! Os criminosos estão querendo desdizê-la! É mais que hora de usar de seus poderes, com fulcro no Art. 142, da CF/88, intrépida Ministra Carmem Lúcia, a saber: Art.142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplinasob a autoridade suprema do Presidente da Repúblicadestinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.
Percebam, pois, que quaisquer dos Poderes – seja o Soberano Povo e/ou os Três Poderes – PODERÃO, “por iniciativa destes”, INSTAR À DEFESA DA PÁTRIA, À GARANTIA DOS PODERES E DA LEI E DA ORDEM, o incontinenti, imediato, urgente e imprescindível uso das nossas briosas Forças Armadas, para garantia dos Poderes e a Defesa da Pátriada Lei e da Ordem, que estão sendo ostensivamente perturbadas, desrespeitadas, espezinhadas, menoscabadas, aviltadas e vilipendiadas por esses “manifestantes”; ou não?
Enfim, ou Presidente da República assume sua honrada condição de autoridade suprema de comandante-em-chefe da Forças Armadas e as convoca, ou os demais Poderes (Povo, Judiciário e Legislativo) o deverão fazê-lo, para o bem-maior de nossa querida Pátria Amada Brasil, mormente pelo bem-comum de todos os seus cidadãos e cidadãs decentes, honestos, honrados e de BEM.
É chegada a hora de um BASTA, e Já! Cadeia nessa corja de subversivos, baderneiros, terroristas e “inocentes úteis lobotomizados escarlates”.
Ora, a imensa maioria do povo brasileiro disse-lhes um fragoroso NÃO nas últimas eleições!
Abr
*JG
P.S.: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/11/desordeiros-vandalos-subversivos-ou.html 

Nenhum comentário:

Postar um comentário