quinta-feira, 11 de maio de 2017

SESSENTA CONSELHOS E CONSELHEIROS INÚTEIS

Joilson Gouveia*

Antes de adentrar ao rebatido tema de improdutivos, ineficientes e ineficazes conselheiros dos mais de sessenta conselhos estaduais, “criados” por lei delegada 44/2011 (http://gouveiacel.blogspot.com.br/2014/08/a-lei-delegada-442011-versus-instituto.html e http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/11/o-conseg-nao-consegue-ou-consegue.html), cópia das leis-delegadas anteriores 42 e 43, dimanadas daquele que dissera “não repetir os erros do passado” – No entanto, errou por seguidos oito anos!
Permita-me, pois, um breve questionamento, a saber:
Por mais da vez, meu preclaro, dileto e vetusto literato caetés e tupiniquim "Peninha", percebi que fui CENSURADO ou, na melhor das hipóteses, OLVIDADO, na edição de meus comentários - ou estaria equivocado? -, mormente ao expressar, demonstrar, repelir, contestar e até rechaçar, reprochar ou objurgar certas ideias, ideais e ideologias de matizes escarlates esposadas por leitores/comentaristas e, também, da lavra do nobre literato; ou não?
Em sendo assim, não mais o perturbarei em suas críticas, crônicas e satíricas subliminares expostas pelo arguto, astuto e culto jornalista, enquanto "agente-de-transformação-social"; deixe estar, afinal o blog é privado, pessoal, privativo e somente "seu", continue sua "missão pela "causa"... que se tente e se busque a anelada islamização de nossa “pátria amada Brasil” (Pátria? Isso é coisa de patriotas, idiotas, nacionalistas, fascistas, “reaças”, “coxinhas”, “bolsonaristas” e etc., como somos tratados, enquanto retrógrados, saudosistas e conservadores, pelos profícuos, proficientes e produtivos “progressistas”). A causa busca a Pátria-Grande ou Grande-Pátria, como ultimado no foro de São Paulo, em 1990; não?
Antes, porém, liste-nos quantos, quando, como, onde, quem e quais benefícios egressos, oriundos e dimanados desses sessenta conselhos e de seus ilimitados, inumeráveis e incomensuráveis conselheiros comissionados, incrustrados, arraigados e aparelhados em cargos de generosas gratificações, todos “criados” por ilegal, ilegítima e inconstitucional “Lei-Delegada 44/2011”, numa reforma administrativa tipo CTRL+C mais CTRL+V de “governos” antecedentes do atual? – Ah! E quantas vezes nos posicionamos contra, mormente quando exorbitavam seus “poderes legais” ao compelir, principalmente, aos militares-médicos e médicos-militares exercerem atividades e funções de legistas forenses; lembras-te? Inclusive, também, desafiei-os demonstrar os custos/benefícios gerados ou causados com tais eficientes conselhos repletos de conselheiros; esquecestes?
Aos que desejarem saber mais sobre o mister, eis alguns textos, a saber:
Enfim, até houve um anunciado plano de segurança paralelo, nos idos de 2011, dimanado do CONSEG de então, que nunca passou disso: simples anúncio diante dos holofotes; lembras? Relembrem, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2011/06/pacote-da-seguranca-publica-anunciada.html.
Abr
*JG

Nenhum comentário:

Postar um comentário