terça-feira, 2 de maio de 2017

OS FUNDOS-SEM-FUNDOS DOS FUNDOS PARTIDÁRIOS E OUTROS FUNDOS QUE AFUNDAM-NOS TODOS: AO BRASIL E AOS BRASILEIROS

Joilson Gouveia*

O texto abaixo transcrito é uma colação de vários excertos de outros textos de nosso modesto blog, nos quais discorríamos, discorremos e continuamos a discorrer sobre as eventuais, possíveis e prováveis causas dos assestados, divulgados e admitidos rombos (nos mais diversos fundos), pelos desgovernos escarlates, desde à debacle redemocratização, em suas justificativas para seus pacotes, embrulhos e engodos ardilosos denominados de reformas (das reformas) para reformas do que já havia sido reformado, nesses últimos seis lustros: ora são as crises; ora são os rombos ou déficits – nunca os desvios e até doações ou “investimentos” e “perdões de dívidas” (doutros países de matizes escarlates) com reiterados empréstimos aos caloteiros contumazes – ora são bondosos, generosos e caridosos samaritanos com o “chapéu-dos-outros”, sobretudo do nosso combalido, espoliado e achacado Erário, que tais governos se arvoram de donos, para dele dispor ao seu livre nuto, alvedrio, talante e seu “bel prazer”, sem anuência do Parlamento ou até mesmo com sua conivência, indolência, complacência e anuência, no mais da vez.
O Brasil é o país com o maior parlamento do mundo, o maior número de sindicatos, de ONGs, de fundações, de institutos e instituições solidárias e associações, organizações e agremiações partidárias do globo. Aliás o Brasil é descomunal em tudo que se possa imaginar. Aqui há fundos para quaisquer fundos-sem-fundos. Vejamos, a saber:
·         Por quais razões o Estado-Brasil, a União ou Governo Central Federal deve CUSTEAR aos tais trinta e cinco FUNDOS PARTIDÁRIOS, que foram majorados por eLLa em mais de 1.586%, em 2015? De 1994 a 2014, era de 779 mil; em 2015, passou para 868 milhões de reais! Ver quadro abaixo!
·         Os partidos NÃO DEVEM receber nada mais que as doações de seus filiados, simpatizantes e militantes cadastrados; quanto mais filiados mais grana terá o PARTIDO! Ou não?
·         Muitos “partidos” existem apenas para “mamar” nos “fundos partidários”, sem os quais muito fechariam suas legendas e deixariam de existir, e muitas empresas pensariam duas ou mais vezes para “emprestar” e apoiá-los; ou não?
·         O que seria um fator inibidor de corrupção, corruPTos e de corruPTores, claro!
·         Mais: quem administra, fiscaliza, controla e presta-contas com lisura, transparência e publicidade desses tais fundos repassados aos “partidos”?
·         Ademais, é ressabido, público e notório, que, no mais da vez, os inumeráveis exércitos de incomensuráveis cargos comissionados têm descontos de percentuais em seus subsídios, remunerações e salários para os “partidos” a que pertencem ou de que são filiados; quem controla, fiscaliza, computa e presta-contas desse imensurável montante?
·         De mais a mais, sem falar nos descontos outros, nos mais diversos fundos existentes (fundos de pensão, de aposentadoria, FGTS e etc.), dos descontos dos consignados, como se viu de ver na recente “Operação Custo Brasil”, onde espoliam até mesmo aos aposentados, pensionistas, viúvas e servidores em geral, espoliados, achacados e aviltados em “empréstimos consignados”, que comprometem em até 30% de seus sofríveis subsídios, os quais deveriam ser reajustados, anualmente, nos mesmos índices e mesmas datas, indistintamente, como determina a CF/88, em seu Art. 37, inciso X – “a remuneração dos servidores públicos e o subsídio de que trata o §4º do art. 39 somente poderão ser fixados ou alterados por lei específica, observada a iniciativa privativa em cada caso, assegurada revisão geral anual, sempre na mesma data e sem distinção de índices(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998) – In http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/06/por-que-sempre-sobra-para-o.html.
Denota-se, pois, que nós, os brasileiros e as brasileiras, existimos apenas para mantê-los, sustenta-los e preservá-los. E dissemos mais, a saber:
·         Com efeito, todos nós precisamos saber, lembrar, relembrar e jamais olvidar que a esmagadora, imensa e avassaladora maioria desses partidos (de mais de cinquenta tons escarlates) seguem às premissas, princípios, dogmas, regras e normas, programas e projetos gramscistas: chegar ao Poder, e nele manter-se sem nenhum escrúpulo; daí inexistir a mais mínima razão, fundamento plausível e justificativa para o Estado e Governos os manterem ou os custearem mediante estratosféricos, incomensuráveis e descomunais inescrupulosos e criminosos Fundos Partidários! Para mim, a razão maior da corrupção de corruPTos e corruPTores. Quem os administra e os controla?
·         O Brasil é o país dos fundos (sem fundos): desde o FGTS, PIS, PASEP, Fundos Previdenciários, Fundos de Pensão aos Confins sem fins! Mas a culpa é sempre nossa, do administrado! -https://jus.com.br/artigos/1935/ataque-ao-monstro-o-servidor-publico-de-novo-e-o-vilao-da-historia.
·         Desde a debacle redemocratização – ver mais aqui, a saber:http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/10/redemocratizacao-fracassada-direita.html - que eLLes implementam, impõem, implantam e “empurram goela abaixo do povo brasileiro” os seus mais comezinhos, mesquinhos, privativos, abjetos e malévolos interesses umbilicais, conforme a doutrinação dogmática e douto escólio da famigerada cartilha escarlate gramscista, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/01/rebeliao-revolta-motim-protesto-ou.html, e; http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/01/os-planos-projetos-e-programas.html.
·         Ou seja, estabelecer o caos para dividir, dominar e surgir como salvador. Noutras palavras: “deixar que se desenvolva ou se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público exija novas leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade” In http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/02/urge-endireitar-nossa-patria-briosas.html
Há, pois, um ardiloso, falaz, mendaz, mordaz, astuto, arguto e sagaz engodo escamoteado e dissimulado de ludibriar ao “poderoso povo” dizendo que todo o poder lhe pertence e, por isso, deverá ser exercido pelos seus “representantes”, através de eleições democráticas sazonais ou temporárias – afinal foram esses “representantes” que bolaram isso, na “constituinte”: o poder é seu, mas quem o exerce somos nós (seus representantes), basta que o povo vote e outorgue-lhes tais poderes!
·         De há muito que “o voto não decide nada; quem conta os votos é quem decide tudo”! – Stalin: assim tem sido, assim é e assim será, para dar-se impressão que houve manifesta anuência da maioria, que caracterizaria uma Democracia, daí as eleições! Por aqui, tudo se resolve com Eleições! Tanto é assim que tem-se uma de dois em dois anos: debacle redemocratização!
·         Tem-se visto sobremaneira, dos resultados das últimas eleições, que a vontade da maioria dos eleitores é desdenhada, espezinhada, desprezada e menoscabada porquanto o somatório de votos BRANCOS, NULOS E ABSTENÇÕES, de uma imensa, monumental e esmagadora parcela da população demonstra sua indignação, repulsa, ojeriza, abominação e aversão aos “nossos representantes” (que jamais nos representa enquanto POVO e FATOR REAL DE PODER SOBERANO), os quais defendem tão somente aos seus umbilicais, pessoais, privados, privativos e personalíssimos interesses individuais e de si próprios quando não de sua parentela e apaniguados et caterva de filiados.
·         Os interesses partidários estão acima dos interesses nacionais e de seus objetivos permanentes! Daí o incomensurável, estratosférico, exorbitante e monumental ou monstruoso e gigantesco gasto com os Fundos Partidários: o governo, a União e o povo os mantêm para devorarem, desviarem e doarem o Erário Nacional!
·         Há de lembrar que, numa Democracia, mormente num Estado Democrático, Humanitário e de Direito, o soberano povo está – pelo menos deveria estar - acima dos partidos e de todos os Poderes, Instituições Órgãos republicanos, mas somente escolhe ínfima parte dos membros integrantes desses Poderes –põe, mas não depõe -: por exemplo, o povo ainda não escolhe seus magistrados, desembargadores, ministros e membros do Parquet, Procuradorias, Defensorias e etc., mercê da indicação da caneta ou bastão do Chefe do Executivo, restando com uma dívida vitalícia, perene e permanente à mão que os alçou; ou não?
·         Enfim, não há voto perdido, salvo os BRANCOS, NULOS E ABSTENÇÕES que se manifestam contrariados, abstraídos e até revoltados, mas “governados” por quem sequer teve a maioria dos votos totalizados, somente dos que são considerados válidos, por quem conta os votos, que continua decidindo tudo! – In http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/02/voto-perdido.html
Desse modo, percebe-se que nosso poderoso povo e nossa Pátria Amada Brasil estão à mercê do anuído, acordado, tecido, tramado e urdido por esses mais de 35 partidos – todos de matizes escarlates comunistas/socialistas – e de seus filiados ou militantes, sindicalizados ou não, que queimam nosso símbolo nacional maior (Bandeira Nacional Brasileira) em suas “manifestações-democráticas” em defesa deLLes mesmos e de suas ORCRIMs – como desnudado pela mídia, após a Lava-Jato - e não dos brasileiros e das brasileiras que os abominam, repudiam, rechaçam e objurgam quando não se enojam de suas degradantes, deprimentes, esbulhadoras, depredadoras e incendiárias “greves”, como vimos de ver sempre de seus iracundos “cães amestrados”!
·         Ora, pois, como é que uma ou duas centúrias de “filiados” ou militantes a serviço de um partido que já é considerado (e comprovado) como verdadeira ORCRIM ainda possa ter membros, séquitos, sequazes e seguidores enquanto filiados ou militantes?
·         Seria por simples apologia ao crime ou índole inescrupulosa e/ou criminosa, eventuais latentes e potenciais malversadores do Erários tanto quanto os já adrede investigados, processados, condenados e trancafiados que sequer foram do partido expurgados?
·         Como entender que se misturem, se irmanem, se igualem aos seus ditos ídolos-escarlates e compactuem com os seus mandos, desmandos, feitos e malfeitos, os quais sequer sofrem a mais mínima censura, objurgação, sanção ou punição quanto mais a expurgação ou execração?
·         Resta claro senão um ignoto, ignaro e incauto fanatismo fundamentalista em nada pueril, sobretudo um desbragado, desvairado, tresloucado amor à causa, que em nada beneficia nossa Nação senão aos próprios esquerdistas comuna-socialistas espraiados por esse mundo afora, cujos governos democráticos e regimes são sustentados, mantidos e preservados pela grana brasileira! Ou não?
·         Que tipo de brasileiro ou de brasileira é o nosso esquerdista que se deixa levar e dominar por um “encantador-de-burros” que sequer sabe quanto aufere mensalmente, cuja família saiu da pobreza, literalmente; ou não?
·         Pagamos impostos escorchantes equivalentes a 4/5 meses trabalhados, somente para mantê-los abastados, locupletados e municiados por estratosféricos FUNDOS PARTIDÁRIOS, sem falar nos seus irrisórios salários!
·         Nenhum governo, país ou nação tem dever ou obrigação de sustentar a nenhuma agremiação político-partidária cujo desiderato é somente chegar e se manter no Poder em detrimento dos direitos, benefícios e bem-estar de todos e o bem-comum de seu povo, que deveria ser soberano! – In http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/04/reitere-se-causa-especie-se-for-pela.html
Notem bem: que tipo de brasileiro ou brasileira é capaz de vilipendiar aos símbolo maior de seu próprio país? Qual ou quais as razões, motivos e causa de suas revoltosas rebeliões e violentas “greves”? As reformas? – essas mesmas eram aneladas pelo “criador” e propostas por sua “criatura”.
Já dissemos, inclusive, a saber:
·         Por que não acabam com a aposentadoria especialíssima de presidentes, governadores e parlamentares, que se aposentam com um “tempo” muito aquém, ínfimo e inferior ou reduzidíssimo, bem diverso, distinto e díspar dos demais trabalhadores? Ou impõem-lhes o mesmo tempo dos demais trabalhadores? Ou, por outro lado, não reduzem o contingente de Parlamentares nababos do maior congresso nacional e o mais caro ou perdulário do mundo? – In http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/03/reforma-da-previdencia-nada-prudente-e.html.
Enfim, pois, denota-se não haver outras saídas senão uma urgente nova intervenção constitucional marcial castrense federalizada ou incontinenti desobediência civil generalizada, haja vista que são os nossos escorchantes, abusivos e extorsivos impostos, tributos, taxas e contribuições que os mantém nababescamente nesse status quo desses nossos “representantes-mandatários” do poderoso povo de araques! – Simples: é que, sem “a grana brasileira que sustenta o socialismo”, não haverá mais os parasitas socialistas!
Pensem nisso!
Abr
*JG

P.S.: Detalhe: apenas 29 milhões de brasileiros e de brasileiras pagadores-de-impostos sustentam aos poderosos mandatários e aos demais cidadãos e cidadãs não-contribuintes, mormente aos filiados ou aos dependentes desses tais - http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/03/intervencao-marcial-federal-ou.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário