sexta-feira, 1 de maio de 2020

BRASIL VIROU SUCUPIRA, DE ODORICO PARAGUAÇU?

Joilson Gouveia*


Num breve excerto ou simples lembrete “pescado nas redes sociais” – tidas como odiosas, odiadas, abomináveis e abominadas, irascíveis e iracundas ou repudiadas e censuradas, especialmente nas cabecinhas de ditos cultos arautos escarlates humanistas, tolerantes, urbanos e democráticos praticantes ou disseminadores do “ódio bom e do bem”, de “preocupadíssimos comiserados altruístas samaritanos” -, mas useiros e vezeiros da verve escarlate leninista: “precisamos odiar”; e ferrenhos defensores do aborto, como vimos e temos visto de ver diária, ordinária e cotidianamente às escâncaras aqui:http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2020/05/01/coronavirus-derruba-dois-dos-quatro-aptos-a-assumir-o-governo-de-alagoas/; porém, eis o “pescado”, a saber:
  • O Presidente decretou estado de emergência em 04/02/20.
  • - Sabe o que vocês falaram?
  • - "E daí?" Vamos pular o carnaval! 🎊 Hipócritas”! (?) – Sic.
- Precisa mais alguma coisa ou explicação? Precisa sim! – Há, pois, uma imensa maioria “forjada no método paulofreiriano!

Todavia, o mais estranho, inexplicável, incompreensível ou ininteligível e até risível senão caricato e tragicômico é que, segundo todas as NEWS, o carcará sanguinolento assassino virulento venenoso e letal NOVO corona-vírus ou Covid-19, jamais teve origem nem se espraiou desde Wahu, que não é nenhuma província do povo sino – lembram de como criticaram e censuraram ao deputado federal Eduardo Bolsonaro, e até instaram desculpas por causa dessa “ofensa” ao pobre, sofrido e oprimido povo sino, quando ele “responsabilizou ao governo chinês” que ocultara informações sobre o “Zeca-diabo” de dezenas de “Odorico (como o tenho denominado em nosso modesto blog) quanto ao efetivo controle e combate ao miserável, frio e cruel carrasco ceifador de vidas humanas? -; vejamos, resumidamente, a saber:
Aliás, sem falar nas loquazes, mendazes e mordazes “falas mandettárias”, o qual sempre previa picos, curvas e colapsos: “o pico do vírus chinês será em março”; “vai haver colapso” ou “o pico do vírus chinês será em abril ou maio, vai haver colapso”; “calma aí que vai, vocês não sabem esperar? O pico será em junho ou julho”! – Lembram?
  • Para uns, o corona-vírus trouxe a mote, para outros o medo, para muitos, governadores e prefeitos, o prazer dos gastos sem licitação” – desconheço a autoria. 
Nesse ínterim, todo o povo brasileiro passou a morrer de... de... de covid-19! Para melhor ilustrar, insto-os acessarem aqui, a saber:
E mais: resta mais que provado que, mesmo com esse tal autoritário, absurdo, abusivo e arbitrário "isolamento social horizontal" (sem a mais mínima, razoável e aceitável comprovação científica haja vista que o chefete da OMS, não é médico nem cientista, apenas um ativista comunista) a medida sanitária DECRETADA por protos-ditadores estaduais e municipais em nada evitou nem surtiu o efeito necessário, eficiente e eficaz colimado quanto ao temerário e temido "contágio", “infecção”, "contaminação" ou "disseminação" senão mais que proporcionou, propalou e propagou o pânico pandêmico terrorista de uma pavorosa pandemência dessa pandemia midiática e, ainda assim, sonegaram, evitaram ou não prescreveram os mesmos venenos venenosos que salvaram e curaram certos pacientes famosos! 
  • - O escólio luminar e lapidar de Sigmund Freud vem-nos a calhar: “Nunca tenha certeza de nada porque a sabedoria começa na dúvida” ou “a inteligência é único meio que possuímos para dominar nossos instintos” – sobretudo o de nossa sobrevivência vital! Ou como diria o nosso não menos culto, inteligente e sábio Albert Einstein: “INSANIDADE é continuar fazendo a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. 
Enfim, à medida que o sábio povo tem duvidado – como duvido - e questionado, eLLes modificam e alteram suas convicções, certezas e afirmações ou informações de especialistas, já notaram que o Zeca-diabo está infectando até aos que eram imunes: os políticos?

Tal e qual aos jornalistas, repórteres e os pobres e miseráveis moradores de ruas e das ruas e nas ruas, os transeuntes e frequentadores das cracolândias e bailes funks e pancadões nas comunidades com bocas-de-fumo”, que não foram fechadas nem alcançadas pelos DECRETOS porquanto ainda todos imunes a “Zeca-diabo”!

Noutras palavras: esses quase 6 mil mortos, de covid-19, estavam isolados ou descumpriram e desobedeceram ao isolamento imposto e saíram às ruas para ver o MITO: somos loucos e influenciados, por segui-lo; mas os defensores do presidiário (solto pelos comparsas da “suprema corte totalmente acovardada”) não seriam todos alcoólatras bêbados, desonestos e ladrões? Ou não?
  • O homem vem à terra para uma permanência muito curta, para um fim que ele mesmo ignora, embora, às vezes, julgue sabê-lo”. Albert Einstein.
Porém, para muitos outros, “passar álcool-gel nas mãos evita contágio”; logo, bebendo-o serão imunes e imortais; será?
Abr
*JG




Nenhum comentário:

Postar um comentário