segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

“A ESPADA DA JUSTIÇA É MAIS FORTE QUE A FACA DA INTOLERÂNCIA” OU: O CISCO E A TRAVE!

Joilson Gouveia*


Aos meus quase cem leitores - e aos demais que a este virem - desejo um venturoso novo tempo de mudança, segurança, tranquilidade, prosperidade, crescimento e desenvolvimento tal e qual ou bem melhor do que o havido entre os idos de 1964 e 1985, quando éramos felizes – e como fomos felizes -, a ver: https://gouveiacel.blogspot.com/2016/11/eramos-felizes-ah-como-eramos-felizes.html; porém, insto-lhes as devidas escusas e imprescindíveis desculpas por transcrever o lamento lamurioso de uma carpideira escarlate derrotada, o qual deve ser reprochado, retorquido e objurgado, embora saiba que não se pode nem se deve discutir com nenhum esquerdista de esquerda e à esquerda ou “socialista sincero”, aquele definido por Nelson Rodrigues, a saber:
  • O tesão pelo Lula já é uma patologia. O petista está preso e responde a um novo processo que pode aumentar sua pena. Aliás, com o ex-presidente, o rigor da lei tem sido exemplar. É uma pena que outras aves de rapina continuem alçando voos livres, leves e soltas”.
- O réu/condenado/presidiário, a rigor e conforme às leis, por ser condenado em várias instâncias, já deveria estar num presídio ou penitenciária, mormente por ser um subliterato e não nenhuma formação escolar ou diploma de nível superior. Aliás, há mais de oito processos-criminais similares contra o “inocentO”. Fato!
  • “Nunca foi contra a corrupção, sabemos, basta ver a velocidade com que o ex-sindicalista foi condenado e os vazamentos de áudios e detalhes de processos na imprensa, em hora bem conveniente. E como o ex-presidente é bem vigiado: qualquer decisão em seu benefício é logo cassada. Que o diga o juiz que o condenou e hoje será ministro do maior beneficiado com a prisão de Lula (tudo com a devida imparcialidade, é claro)".
- Ora, se tivesse sido apurado com o mínimo rigor devido – inclusive, se fora investigado pela diligente imprensa – estaria condenado desde o mensalão; mas havia um STF paládio ou “alta corte totalmente acovardada” que procrastinou tanto quanto fora possível à Ação Penal 470; fato! De modo que, o delinquente idolatrado por seus cupinchas, comparsas, parceiros e cúmplices, dispõe de uma bancada de adEvogados custeada a peso de ouro que nem o impoluto, diligente e paladino COAf consegue saber quem paga e quanto paga à bancada de ouro!
  • "No entanto, a futura primeira-dama tripudia de Lula ao aparecer em público com a camisa onde estampa a frase “Se começar nesse tom comigo, a gente vai ter problema”, dita pela juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, ao interrogar o petista".
- Olvida a chorosa carpideira (e autora do lamurioso lamento lamentável, aqui transcrito) da mais vil, oprobriosa, inescrupulosa e ignominiosa senão criminosa tripudiada à facada de que fora vítima o Mito, que muitos disseram ser encenação, armação ou farsa, “para angariar votos, ou para fugir dos debates”!
- “A espada da justiça é mais forte que a faca da intolerância” – Alexandre Garcia.
  • Sabe aqueles moralistas que adoram apontar erros e defeitos nos outros? Pois é, não resistem a uma vasculhada nas suas próprias vidas. Se a cruzada pela moralidade fosse real, os patos verde e amarelos estariam nas ruas à procura de Queiroz, aquele motorista que depositou R$ 24 mil na conta da ex-primeira dama.
- Só mesmo um idiota útil, aquele definido por Olavo de Carvalho, para vomitar tamanho disparate: os “patos verde e amarelo” talvez não tenham saído às ruas porque o “Queiroz” não auferiu e legou mais R$ 11,7 milhões “vendendo cosméticos”, nem fez muito menos faz parte da chapa do Mito! – O ex-assessor do ex-deputado – hoje senador eleito - depositou um “cheque-nominal” na conta da primeira-dama, sim! Qual o crime nisso? O que dizer de um PGBL de mais de 9 milhões e de uma pensão-mensal de mais de R$ 30 mil reais legados por quem nunca trabalhou na vida? – O COAF sequer sabe ou soube disso, não?

Aliás, assim como “os patos verde e amarelo” não saíram às ruas, igualmente as carpideiras escarlates não foram às ruas contra “Queiroz”; ou não? Por que não foram os escarlates chorosos?
  • Aliás, as fábricas de fake news já andam espalhando que Queiroz é um petista infiltrado na “famiglia” do dito cujo eleito presidente, para plantar provas contra o futuro brasileiro a ser canonizado. Aliás, desde o escândalo, o cidadão não dá entrevistas. E a saúde do Queiroz, coitado, só se deteriora.
  • Melhoras para ele. E que ele não tenha contraído a doença do… Lula.
- Ainda assim o “João de deus” o curará como curou o réu/presidiário! Ou não?
- Vejam só: o réu/condenado/presidiário - e ainda processado noutros processos-crimes símiles, semelhantes e similares – com uma bancada de ouro e assistido por mais de “300 renomados juristas” não consegue se livrar da irretorquível sentença do MAGISTRADO SÉRGIO MORO homologada e ratificada por vários tribunais e juízes, mas o arauto escarlate choraminga sua inocência; já o “Queiroz”, que é apenas investigado, já está condenado pelo impávido, impoluto e paladino arauto da mídia escarlate!

Enfim, quem fala a verdade não precisa de adEvogados; já quem dispõe de uma bancada de ouro e uns outros “300 renomados juristas”; leiam aqui o que já dissemos, a saber:

Veem um cisco no olho dos outros embora tenham uma trave nos próprios olhos! Acham que o crime do outro o absolve dos seus! Típico!
Abr
*JG


sábado, 29 de dezembro de 2018

SEM ESSA DE FASCISTAS X COMUNISTAS; FAÇAM COMO JOHN McCAIN: “ontem ele era meu adversário, a partir de hoje é-o meu presidente”!

Joilson Gouveia*


Noutro dia, bem recentemente, fui questionado senão admoestado, advertido e avisado de que “as eleições estavam encerradas, coronel”. Sim, de fato, haviam tido termo, cabo e fim - aqui mesmo pelo nosso literata, predileto e dileto “Peninha”.

Mas, desta feita, eis que o arguto, astuto e nobre arauto escarlate tenta nos “dividir” mais ainda e ainda mais, após sofrida, dolorosa e dolorida derrota fragorosa, acachapante e decepcionante (para os escarlates e carpideiras resistentes) até bem mais do que intentaram nesses mais de 32 anos, no “jogo jogado” que bem dominam: instigando, açulando e atiçando ou emulando a uma desbragada, esfarrapa e ultrapassada estratégia velhaca, oprobriosa, ardilosa, capciosa, sub-reptícia e subliminar contenda, embate, lide e combate entre “brancos e negros”, “pobres e ricos”, “trabalhadores e empresários”, “homens contra mulheres e vice-versa ou de heterossexuais versus homossexuais e quejandos”; como se não fôramos todos brasileiros e brasileiras ludibriados, garfados e enganados pelos seus ícones de sempre, principalmente nesses últimos dezesseis anos!

Eis que até “prometiam recuperar, resgatar, reconstruir, desenvolver e progredir” o mesmo país que haviam espoliado, aviltado, achacado, assaltado, depredado, “emprestado, investido e doado” (e perdoado dívidas dos inadimplentes, inclusive tornando a emprestar-lhes) nossas riquezas, tesouro e Erário aos seus parceiros, cúmplices e comparsas de bandeiras e ideologias similares, mundo afora!

De novo: o duelo entre “fascistas” e “comunistas”, conforme o escólio leninista: “xingue-o daquilo que pratica e acuse-o daquilo que o és”! Urge, pois, relembrar à novilíngua orwelliana ou duplipensar de que ão useiros e vezeiros consoante sua verve escarlate, da qual já havíamos discorrido, a saber: https://gouveiacel.blogspot.com/2018/07/a-estrategia-da-obliteracao-da.html.

A lembrar que, no início, se diziam comunistas; depois, socialistas; ao depois, graças aos escólios gramscistas e fabianistas, se disseram sociais-democratas ou democratas-sociais; hodiernamente, se autocognominam de “progressistas” e até vociferam que “essa coisa de esquerda e de direita está ultrapassada. A cada cagada que eles fazem, eles mudam de nome pra tentar enganar todo mundo de novo” – texto pescado e colhido nos “memes”, das redes sociais. – Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2018/03/eis-o-legado-socialista-de.html

Ao ensejo, transcrevo excertos de nossos comentários já postados aqui – embora nem todos tenham sido editados-, no renomado blog em liça, a saber:
  • a) À “socialista sincera”, que tem repetido, e muito bem decorado, ao que lhe fora dito por “meia dúzia de imbecis” (consoante assestado pelo saudoso, brilhante e olvidado Nelson Rodrigues), por convicção ou alienação, ingenuidade ou pueril inocência, e que, piamente, crê que o “comunismo” caíra junto com o “muro de Berlim”, em 1989. Tolinha!
  • Antes fosse retirado o “leite das criancinhas”; “retiraram” não somente o leite, mas, sobretudo, as tetas e as vacas (que foram para o brejo, literalmente!)
  • Panfletagens, manifestos e “protestos” (alcunhados de greves) são coisas de portadores de esquerdoPATIA.
  • Sintomas de esquerdopatia grave, crônica e degenerativa irreversível, a saber:
  • 1) negar os fatos óbvios;
  • 2) idolatrar aos ilustres da cúpula;
  • 3) ignorar à realidade;
  • 4) arvorar-se de dono da verdade;
  • 5) inventar um “inimigo”;
  • 6) culpar aos outros pelos seus próprios erros, falhas, enganos e crimes: a culpa é sempre dos outros ou “deles”, “eles” e etc.;
  • 7) tentar justificar seus próprios crimes “citando os crimes dos outros” como se o crime do outro o absolvesse dos seus. Típico!
  • 8) enfim, tentar ser ou parecer uma avestruz diante do perigo dos fatos e da realidade: “enfiar a cabeça no chão”!
  • 9) mandar o oponente adversário estudar à falta de contra-argumentos e o chamar do que são: fascistas!
  • b) O vocábulo correto é "nazifascista", meu caro interlocutor e criticastro gratuito"!
  • Ademais, insto e indico leitura ao livro "O caminho para a servidão", de Friedrich A. von Hayek, eis uma breve sinopse: "Publicado em 1944, este manifesto liberal constituí uma das denúncias mais veementes dos totalitarismos do século XX, vindo a obra a ter um sucesso assinalável. Para Hayek, na sua natureza, o hitlerismo não se distingue do estalinismo, e a diferença entre socialismo e comunismo é uma mera questão de grau, pois todas estas ideologias contêm em si uma ameaça às liberdades públicas e individuais. Há, por isso, que abandonar o caminho para a servidão — que a obra denuncia — e trilhar o da liberdade".
  • c) Sei, e como sei: “RACISTA”; “MISÓGINO”; “FASCISTA”, “SEXISTA”, “COXINHA”, “REACIONÁRIO” tais adjetivos e vários rótulos et quejandos foram dados ao Mito e aos seus “soldados”, “empresários” e “caixa-2”! - Xinguem-no de corruPTo ou de despreparado! “Preparadíssimos” foram o “criador e sua criatura”, inclusive nos legaram “o melhor presidente eleito pelos escarlates”, escolhido por duas vezes seguidas por sua “probidade e honorabilidade”; não? Tanto é assim que firmaram e reafirmaram “novas alianças entre golpistas e golpeados”, unidos e abraçados como sempre estiveram – ainda que seja um abraço de afogados!
  • Nada mais prazeroso que nadar nas lágrimas de carpideiras escarlates! 🙂 😉 😀
  • Temos dito: “é bom, muito bom mesmo JÁ IR se acostumando”! Agora, muito mais que isso, é bom irem respeitando-o! E “adeus, queridos”! 😀
  • d) Mutatis mutandis: mudando o que deve ser mudado - o que não dizer se, por exemplo, tivesse ela (“a moça”) bradado o vocábulo ESTUPRADOR! (?)
  • – Ainda que não o fosses nem o sejas – tenho certeza de que não é-o – e “tivesse falado comigo”? Ou sendo o verbete ‘safado’, da “moça”, o impropério impróprio, indevido e injurioso, calunioso e difamatório, inescrupuloso e criminoso de: “estuprador, sexista, machista, fascista ou racista”?
  • A resposta mais branda, serena, equilibrada, urbana, moderada e comedida, por conseguinte dedução do acima esposado, não seria outra que não a mais mínima resposta dada: &#@!%*! Ou &#@!%*! Mais &#@!%*! E tantos &#@!%*! - &#@!%* Ou não?
  • Mas, suponhamos, se fosse o “Jair” que respondesse assim: &#@!%*!?
  • Abr
  •  *JG
  • P.S.: Postado in http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2018/06/03/e-se-fosse-comigo/
  • P.S.1: Instando edição, espero não ser censurado! ;) J
Bem por isso, advirto-os [aos “resistentes”, à “turminha do quanto pior, melhor” e às “carpideiras escarlates”] aceitem, reconheçam, admitam e respeitem ao capitão-presidente! E Mais:
  • O papel dos jornalistas é ser crítico, mas o duplo padrão é que mata. Nunca usaram o mesmo rigor contra os petistas, e exageram na dose com Bolsonaro, com rótulos absurdos.
  • Tudo isso, porém, deve ficar para trás. O fato é que Bolsonaro foi eleito, apesar do esforço contrário do establishment. E tem muito trabalho pela frente, para reconstruir o país, colocar a economia no trilho novamente, resgatar valores morais perdidos. Para tanto, terá de buscar alianças, engolir alguns sapos, contemporizar. Claro, com firmeza e lembrando de qual agenda foi a vencedora. A direita agora está no poder.
  • Mas o foco deve estar no futuro, não no passado. “Quem se vinga depois da vitória é indigno de vencer”, disse Voltaire. O povo não quer vingança contra os petistas; quer Justiça, claro, mas quer, acima de tudo, mudar o rumo, produzir empregos, diminuir a criminalidade, recuperar a decência.
  • Bolsonaro precisa fazer um chamado à nação, convocando todas as pessoas de bem, incluindo aquelas que, por vários motivos, decidiram não votar nele, a arregaçar as mangas e trabalhar pelas mudanças de que o Brasil necessita. Reformas duras terão de ser aprovadas, grupos de interesse serão enfrentados no combate pelo fim de privilégios e os obstáculos serão imensos.
  • Sem união não há como avançar. Nesse aspecto, Bolsonaro não pode ser comparado a Trump, pois o sistema americano é bipartidário. Já o capitão terá de negociar com vários partidos. Que ele tenha muito jogo de cintura, humildade e firmeza ao mesmo tempo, para que sua agenda vencedora possa vingar. Os patriotas estão na torcida, e também prontos para sua cota de contribuição nessa luta por um Brasil melhor.
  • Tudo isso, porém, deve ficar para trás. O fato é que Bolsonaro foi eleito, apesar do esforço contrário do establishment” (Sic.) – na íntegra in https://istoe.com.br/hora-de-uniao/
Encerro com excertos doutro texto nosso, a saber:
  • Digo mais, democracia se conquista; não se impõe!
  • Um detalhe sutil de uma enorme e abissal diferença: “Quando John McCain perdeu a eleição para Obama disse o seguinte: ontem ele era meu adversário, a partir de hoje ele é meu presidente”. Aceitem, pratiquem e se comportem como democráticos, urbanos, pacatos e civilizados!
  • O ranço revanchista de atoleimados lobotomizados inocentes-úteis universitários e secundaristas idiotas apelidado de “resistência” ou “essa culpa não carrego” ou de “luto pelo Brasil” é muito mais que uma amnésia coletivista igualitarista e entorpecida de e por alienantes, alucinógenos alienistas desses alienados que olvidam aos desgovernos havidos desde às eleições de 2002 a 2014, “quando ganharam” – “fizeram o diabo para não perderem” (ganharam, mas não venceram!), onde e quando os derrotados suportaram e suportamos com uma excessiva paciência e serenidade urbana, sapiência civilizada, ordeira, pacífica, política e democraticamente a todos os desatinos desastrosos desses últimos dezesseis anos escarlates! Ou não?
  • Aos antipáticos derrotados e eventuais baderneiros ameaçadores: o choro é livre e democrático; o réu continua preso e badernas serão controladas, contidas, coibidas e reprimidas à altura pelo arcabouço jurídico e aparato estatal!
  • - Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com/2018/11/antipaticos-derrotados-baderneiros-o.html
O nosso presidente eleito, diplomado, aclamado e preferido por 75% do povo brasileiro, será empossado no primeiro dia de janeiro de 2019; o seu está condenado/preso e processado não vai à solenidade de posse, prefere assistir em CADEIA NACIONAL; está preso (literalmente) na carceragem da “república de Curitiba” em face de outros “compromissos”! Aceite, admita e reconheça: o Brasil tem um novo presidente e um novo governo, a partir de 2019!
Os petralhas elegeram os três últimos piores presidentes; esquecestes do vice decorativo escolhido a nove dígitos, por duas vezes seguidas? 😀 🙂 😀 😉
Abr
*JG

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

UM POLÍTICO PRESO NÃO É O MESMO QUE UM PRESO POLÍTICO; NÃO É O CASO!

Joilson Gouveia*


Instando as mais sinceras escusas, aos meus quase cem leitores e aos demais que a este virem, para transcrever o que está editado e publicado na íntegra no link abaixo - li e não cri – vejam todos o que pensa e diz aquele senhor dos cabelos implantados a peso de ouro e "o-rei-do-gado-dourado” - que é repudiado, execrado, repelido e abominado por mais de 75% da população brasileira, mormente por ter mais de uma dezena de processos, inquéritos, denúncias e delações nas costas, mas dormitando empoeirados nas prateleiras e gavetas do STF [ao qual desobedeceu quando o mesmo “supremo” Marco Aurélio decretou liminar para seu afastamento] a saber:
  • liberte o Lula por inteiro, mesmo que por etapas”. “Não falo com ironia; eu mesmo fui visitá-lo em nome do Senado, com Armando Monteiro, Requião, Jorge Viana e Edison Lobão. Dirijo-me àqueles defensores desse encarceramento, medieval porque sem prova de crime, que está sendo imposto ao Presidente – não me refiro às instalações físicas, que até são razoáveis. Busco uma conciliação com esses setores, que eu não chamaria de primitivos, não, de modo algum”.
  • Segundo Renan, as pessoas não aceitariam uma proposta de conciliação, mas que “poderiam libertar o Lula aos pouquinhos, primeiro liberando a perna, depois um braço, noutro dia o joelho... Mesmo esquartejado, trucidado, quem sabe salgado e com pedaços expostos em praças públicas – mas pelo menos soltavam Lula, seria bem melhor do que isso que estão fazendo com ele”. (Sic.) – Na integra in https://www.cadaminuto.com.br/noticia/331726/2018/12/27/libertem-o-lula-inteiro-pede-renan-calheiros-nas-redes-sociais

O aduzido “encarceramento medieval porque sem prova de crime” – será que todos os juízos a quo et ad quem cometeram deslizes, falhas e erros crassos, grosseiros e grotescos ao condenar à “jararaca escarlate”? Estariam concertados num conluio tal e qual como é a praxe contumaz dos parlamentares do quilate – e como latem, rosnam e uivam os escarlates e resistentes carpideiras - do autor do apelo? –, de cujo “encarceramento” a rigor dever-se-ia ser num presídio ou penitenciária, jamais na carceragem da PF, na “república de Curitiba”, como determina, exige e limita a LEI PENAL e, sobretudo, a lei de execuções penais!

Ora, ora, pois, pois, uma “conciliação” só é possível numa contenda, embate, lide, rixa ou briguinha entre pessoas em crimes nanicos, de pequena monta e ínfima bagatela ou de menor potencial ofensivo que prevê, inclusive, a “transação penal”, o que não é o caso; claro!

Mas, pensando bem, quanto ao descabido, inimaginável, improvável e inaceitável porque nefasto, funesto e nefando “esquartejamento” da “jararaca escarlate” [numa oprobriosa, sórdida, insidiosa e ignominiosa alusão ao nosso Alferes e Mártir da Independência, que fora enforcado e, ao depois, esquartejado, salgado e espalhado seus pedaços cortados aos quatro cantos, pela Vila Rica mineira] até que não seria uma má ideia se o venenoso, asqueroso e escabroso animal tivesse membros e não se arrastasse sorrateiramente pelo chão, nenhuma cobra tem pés, embora deixe rastros sinuosos, sinistros e sombrios!

Alguém informe ao “cabeludo” – não só pela riquíssima cabeleira dourada postiça, mas pelas mentiras cabeludas assestadas, enunciadas e insinuadas – que ninguém urdiu, inventou, criou e concertou nada contra à falaz, mendaz e mordaz “jararaca” perigosa, ardilosa e asquerosa, afinal são assaz concretos, verazes, palpáveis e reais os milhões de reais de que dispõe o réu/condenado/presidiário e processado noutros processos-crimes símiles, similares e semelhantes senão idênticos, inclusive dois internacionais: Costa Rica (ou Porto Rico se não me falha a memória) e Portugal – ver ao final deste.

Que fim levou aquela misteriosa mala diplomática de “miss rose” (esquecida num banco português) o que tem e quanto tem nessa mala?

Onde andará sua amantíssima fiel assessora para assuntos privados (em nada confessáveis ou esclarecidos) particulares e pessoais?

O que nos diz o diligente COAF sobre isso e sobre aquela finada fenomenal suposta “vendedora de cosméticos, nas horas vagas”, que deixou um legado de mais de R$ 11,7 milhões de reais e donde provém a pensão-mensal de mais de R$ 30 mil reais, legada por ela ao seu cônjuge e sobre seu PGBL de mais de R$ 9,0 milhões de reais?

Enfim, se nos antolha inane, inerme e inóxio o alegado apelo e debalde, debacle e vã senão pífia e tíbia tentativa de transformar um político preso num preso político, embora assim aduza um parceiro, comparsa e cúmplice porque tão ou mais processado quanto o réu/condenado/presidiário, que se arvora em ser a “alma mais ONESTA do planeta”!

É, pois, por essa e tantas outras mais que 75% do povo pugna pelo “forarenan #renannão” #renannuncamais ou #renanjamais!
Abr
*JG


terça-feira, 25 de dezembro de 2018

UM MITO E A IMPRENSA FEROZ. OU: QUEIROZ VERSUS ADÉLIO!

Joilson Gouveia*


Ainda que detestem, resistam, insistam e não queiram admitir e reconhecer senão à derrota sofrida, democraticamente, e abominem o MITO, que induvidosa, irrefutável e inquestionavelmente é mesmo um mito: apoiado por mais de 75% dos brasileiros e brasileiras; só mesmo um MITO, para tornar toda (ou quase toda) a imprensa num fenomenal, monumental e gigantesco Sherlock Holmes a perscrutar, vasculhar, fuçar, investigar e “descobrir” falhas, equívocos e erros ou possíveis e eventuais crimes nas “movimentações atípicas” de um ex-assessor de um ex-deputado, num período de um ano (2016/2017); coisas, fatos e feitos jamais vistos nos últimos dezesseis anos!

É ou não é um Mito? O cara fez a imprensa redescobrir seu papel precípuo! Ou não? É, pois, a toda prova e evidência, para dizer o mínimo, senão desbragada hipocrisia, cinismo ou eufemismo, ou aquela passagem bíblica: “vês um cisco no olho de seu irmão; embora tenhas uma trave no próprio olho”; na debalde tentativa de descobrir cabelo em ovo, de aves, répteis e quelônios!

- É o minus tentando justificar ao maximus ou, por outro lado, dizer que é tão ou mais desonesto quanto os que cometeram delitos, antes e depois, daí não merecerem nenhuma pena, sanção ou reproche; como se o delito do outro o absolvesse dos seus!

Eis, pois, o brado vociferado da imparcialíssima imprensa: “cadê o Queiroz”?
- Será que o Queiroz, também, “vendia cosméticos nas horas vagas”? Ou, quem sabe, “tem um PGBL de R$ 9,5 milhões”, ou, talvez, tenha “trabalhado catando bostas de elefantes, no zoo do RJ”? Ou, enfim, sua mulher tenha deixado uma “pensão de R$ 30 mil mensais”, sem nunca ter trabalhado em lugar nenhum? Ou, talvez, tenha comprado um sítio e um tríplex, para surpreender seu marido! (?)

- Eh! Vejam só como são as coisas: enquanto tentamos saber quem pagou (e ainda paga) à célere, samaritana e generosa banca de AdEvogados mineira, que tutela, defende e assiste ao desempregado delinquente Adélio Bispo, que atentou contra à vida do Mito e, por conseguinte, também da nossa espoliada democracia; a mídia procura por Queiroz!

Ora, ora, pois, pois, os mais de 75% dos brasileiros que apoiamos o Mito, queremos saber quem foi que mandou matar o Mito?
Por que o bandido recebera mais de 18 ligações, no fatídico dia 06 de setembro de 2018, de várias pessoas influentes e ligadas aos partidos de esquerda e quem preparou o “álibi” do assassino (“registrando sua entrada no Congresso Nacional”); quem pagou as viagens e hospedagens do meliante desempregado, que dizem ser um “lobo solitário” a “mando de Deus” – como se esquerdista fosse teísta e não materialista!?

– Teria sido alguém assaz altruísta, bondoso, caridoso e piedoso, mas com posses bastantes para, num piscar de olhos, bancar toda à bancada mineira e a mais cara das minas-gerais ou do centro-oeste e planalto central! Quem seria esse benevolente “João-de-deus”?
Ainda que sejam pérfidos e perniciosos materialistas, ateístas, profanos, mundanos ou pagãos – como são os coletivistas, humanistas e igualitaristas esquerdistas de esquerda e à esquerda (comunista/socialista/marxista/leninista/trotskista/stalinista/gramscistas e fabianistas) ou progressistas e petistas!

- Todos vimos comungarem sob os holofotes, num domingo antes das eleições e (nunca mais foram à missa) depois de derrotados: disseram que um religioso, que não quer aparecer, fez a caridade de bancar à bancada advocatícia mais cara de Minas Gerais, e a imprensa sequer vê nada de obscuro, anormal, estranho ou oculto e misterioso ou enigmático nisso tudo, porquê?

Em menos de um mês, descobriram tudo do Queiroz; mas nada sabem do Adélio (ou de seus comparsas, cúmplices, parceiros e mandantes) e dos “probos, profícuos e proficientes empresários” (“fenômenos empresariais”) filhinhos de Mercadante, Dilma, Dirceu e do dito “alma mais ONESTA”: réu/condenado/presidiário e processado em mais oitos processos iguais ou similares!

Enfim, para eLLes e segundo eLLes, Salvador Allende sempre esteve correto: “A objetividade não deveria existir no jornalismo, porque o dever supremo do jornalista de esquerda não é servir a verdade, e sim servir a revolução”. Em discurso no primeiro congresso nacional de jornalistas de esquerda. El Mercúrio, 9 de abril de 1971. “Tudo pela causa”!
Abr
*JG


domingo, 23 de dezembro de 2018

OS PROGRESSISTAS SÃO RESISTÊNCIAS ÀS MUDANÇAS (?)

Joilson Gouveia*


Há, no Brasil, muito mais de 12,7 milhões de desempregados, demitidos no último triênio, e mais de 52 milhões de brasileiros miseráveis abaixo da linha da pobreza – que disseram ter tirado o Brasil do mapa da fome; desmentido pelo IPEA, recentemente; ver quadro abaixo – onde jornalistas, analistas e economistas são quase unânimes ao afirmarem que o nó de Górdio ou grande busílis reside na previdência ou nos “rombos” havidos nela; desde os idos daquele “competente e preparadíssimo” ilustre professor de Sorbonne!

Todos vimos e vemos o caos do SUS, na Saúde, e no tsunami avassalador dos salvadores planos privados de saúde – planos de doença – e seguridade, com o surgimento dos planos privados de aposentadoria ou fundos de pensão tão ou mais espoliados quanto os inumeráveis fundos do trabalhador ao longo desses últimos 32 anos de desgovernos. Onde o FAT, FGTS, PIS/PASEP e etc.?

Urge destacar o seguinte: “para corromper o indivíduo basta ensiná-lo a chamar de ‘direitos’ os seus desejos pessoais e ‘abusos’ os direitos alheios”. – Nicolás Gómez D’Ávila. Todos discutem o direito à aposentadoria antes mesmo de conseguir um trabalho ou emprego – nem pensa em arranjar um, mas já quer saber quando, como e com quanto vai se aposentar – enquanto isso, no STF, acresceram mais cinco anos aos anteriores setenta anos compulsórios – devem amar ao árduo, hercúleo e descomunal trabalho de guardião daquilo que espezinham, menoscabam, atropelam, estupram, rasgam e desdenham: A CF/88!

Todos, do sacrossanto monte olimpo, são alçados por benesses, sinecuras e graçolas amistosas do “dono da caneta” executiva, após “exigente e rigorosa” sabatina pública, no Senado! Ou seja, não há nem nunca houve nenhum processo seletivo de escolha dos ditos “supremos” semideuses do olimpo!

O povo, sobretudo os 75% que apoiam ao novo governo (dados das recentes pesquisas, que comprovam os índices apurados por institutos internacionais que davam vitória do Mito já no primeiro turno), quer mudanças, mormente do que não está dando certo e sempre esteve errado: o sigiloso ou secreto trato da cousa pública de nossa res publica!

Ademais, é forte, amplo e geral senão imensa e incomensurável a vontade da esmagadora e imensa maioria do povo sobre o concurso público de provas e provas de títulos, para ministros das “altas cortes totalmente acovardadas”, TCU e TCE’s – em substituição às indicações políticas (de políticos e por políticos) aos referidos cargos - quando não eleição direta para os magistrados e membros dos parquets nas três esferas administrativas tal e qual é-o no EUA, por competência e meritocracia ou proficiência técnica e produtividade de desempenho!

Aliás, muitos dos escarlates e carpideiras resistentes diziam ser o Mito um despreparado e não entender de Economia, por exemplo, ao que respondeu: “olha onde esses caras ‘entendidos’ de economia deixaram o Brasil”! – Lacrou! Ou nessa mitada: “se entendo tudo de economia? Logicamente não, mas entendo que se parar de roubar sobra dinheiro”! Daí poderá governar para todos, mas há aqueles da “resistência” torcendo para que tudo dê errado para o país: aquela turminha de sempre “do quanto pior, melhor”!

Inclusive, apostam todas fichas nas eventuais e possíveis falhas, erros e “crimes” (movimentações atípicas) do ex-assessor do ex-deputado da ALERJ, “o sumido Queiroz”; como se isso fosse absolver todos os crimes do réu/condenado/presidiário, e processado e réu noutros oito processos-crimes!
Abr
*JG
P.S.: Não votamos no “Queiroz”; votamos no Mito! ;) :D



sábado, 22 de dezembro de 2018

UMA BATALHA ATROZ NAS “SUSPEITAS MOVIMENTAÇÕES ATÍPICAS” DE QUEIROZ! O CISCO E A TRAVE. CHIFRES EM CAVALOS!

Joilson Gouveia*


Os diligentes, vigilantes, astutos, argutos, cultos e imparcialíssimos jornalistas profissionais daquela famigerada imprensa tão bem definida por Joseph Pulitzer, Millôr Fernandes e Salvador Allende, respectivamente, a saber:
  • a)    com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corruPTa formará um público tão vil como ela mesma - Pulitzer;
  • b)    b) “a imprensa brasileira sempre foi canalha. Eu acredito que se a imprensa fosse um pouco melhor poderia ter influência realmente maravilhosa sobre o País. Acho que uma das grandes culpadas das condições do País, mais do que as forças que o dominam politicamente, é a nossa imprensa...” (Sic.) Millôr – Na íntegra in https://gouveiacel.blogspot.com/2018/12/imprensa-canalha-e-as-suspeitas.html
  • c)    A objetividade não deveria existir no jornalismo, porque o dever supremo do jornalista de esquerda não é servir a verdade, e sim servir a revolução”. Salvador Allende. Em discurso no primeiro congresso nacional de jornalistas de esquerda. El Mercúrio, 9 de abril de 1971.
Estão às claras (sem dormir), e cada vez mais e a cada dia, dês que o Mito derrotou o impoluto, probo e preparadíssimo “candidato fake”, “fantoche” ou “poste-2”, que está denunciado por improbidade pelo PME/SP [um “clone” daquele ícone venerado pela “resistência” de carpideiras derrotadas], o que se autodenomina de “alma mais ONESTA” do planeta (reles réu/condenado/presidiário e inelegível, que continua preso e processado), em polvorosa, preocupadíssimos, numa incessante busca e numa caçada brutal, descomunal, gigantesca e hercúlea ao ex-assessor do ex-deputado Flávio Bolsonaro (hoje senador eleito e diplomado pela ALERJ) por aduzidas, alegadas e supostas e possíveis “suspeitas de movimentações atípicas” detectadas pelos olhos de lince do COAF – Controle de Atividades Financeiras -, senão vejamos abaixo:
  • E o motorista da família Bolsonaro faltou ao depoimento no Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) pela segunda vez. O que ele esconde tanto? Por que faltou aos dois depoimentos? – Indaga aqui e responde abaixo!
  • A família Bolsonaro vendeu uma pseudo imagem de santidade e honestidade para os desavisados brasileiros e agora as visões vão se clareando. Mas, para quem quiser ver.
  • A história do motorista e ex-militar Fabrício Queiroz, o assessor de Flávio Bolsonaro, e dono das movimentações atípicas envolvendo R$ 1,2 milhão, segundo relatório do Conselho de Controle de Atividadedos Financeira (Coaf), pegou em cheio o filho do presidente e o próprio futuro mandatário do Pais, pois ninguém consegue explicar o caso. Na ponta do novelo está a transferência de R$ 24 mil para a futura primeira dama, Michele Bolsonaro.
  • Desde que o caso veio à tona que o motorista sumiu para não dar explicações. E se o fez tem a devida cobertura de alguém que não quer que nada se esclareça.
  • Nesta sexta-feira, 21, Queiroz seria ouvido pelo pelo Grupo de Atribuição Originária em Matéria Criminal (Gaocrim) do MPRJ, mas não compareceu. A defesa diz que o motorista está doente.
  • O caso é tipico de quem quer ganhar tempo. E quem assim age é por que tem ser algo sério a esconder.
  • O certo é que a investigação no Rio de Janeiro produziu um relatório da chamada “Operação Furna da Onça”, como dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro, que levou à prisão de deputados estaduais no início de novembro. Por isso mesmo o Ministério Público também quer ouvir, além do motorista, o próprio Flávio Bolsonaro.
  • Pelo que se percebe estão todos empurrando o caso com a barriga, quem sabe para tempos depois da posse de Jair, o pai, na presidência da República.
  • E a razão só pode ser uma: é que há quem pense que o poder costuma limpar a imagem de qualquer caráter repulsivo”. (Sic.) – Na íntegra in https://eassim.net/o-que-esconde-o-motorista-dos-bolsonaro-que-nao-aparece/
Malgrado o próprio MPE do RJ tenha afirmado tratar-se apenas de meras “suspeitas movimentações atípicas”, daí as eventuais e imediatas “investigações” (e não condenações, haja vista sequer haver processo, denúncia, julgamento e sentença condenatória), ainda assim, as lentes, lupas, microscópios, telescópios e periscópios de nossa ávida, esfomeada, sedenta e espumante imprensa sequer deu destaque ou chegou a ver e noticiar os casos abaixo, por exemplo:
  • Já na Lava Jato, o Coaf identificou em 2015 que empreiteiras pagaram quase R$ 10 milhões por palestras do ex-presidente Lula. Os lucros obtidos pelo petista foram usados por Moro para calcular a multa aplicada na condenação dentro do processo do tríplex do Guarujá. Lula nega que tenha beneficiado empreiteiras ilegalmente e afirma que todos os ganhos com palestras foram declarados à Receita Federal. – Na íntegra in https://www.bbc.com/portuguese/brasil-46547024 - referidas palestras jamais foram descobertas ou detectadas pela "diligente imprensa"!
Inclusive, sobre o tema já discorremos e indagamos, em nosso modesto, a saber:
  • “Ora, ora, pois, pois, a imprensa-canalha ou jornalismo de esquerda de esquerdistas à esquerda ou autênticas atoleimadas carpideiras escarlates, estribadas em meras conjecturas e vã desconfiança mais ou menos fundadas em “movimentações atípicas” de um ex-assessor [do gabinete parlamentar, da ALERJ, do filho do Mito] “detectadas” pelo paladino, impoluto e diligente COAF, o qual jamais suspeitou do legado de R$ 11,7 milhões daquela finada (vendedora de cosméticos nas horas vagas) nem dos fenomenais “ronaldinhos” [filhos do réu/preso/condenado e processado em oito/nove processos criminais] ou do PGBL de R$ 9 milhões [do condenado], nem detectou, explicou ou suspeitou dos mais de R$ 51 milhões dos dois irmãos baianos, muito menos dos escabrosos, inescrupulosos e criminosos escândalos denominados mensalão – que é um cafezinho ou fichinha diante do PETROLÃO – dentre tantas outras que sobrevirão”. – Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com/2018/12/imprensa-canalha-e-as-suspeitas.html
Ademais, o “abominável suspeito” teria movimentado “R$ 1,2 milhão”, entre 2016 e 2017 – o 17º dentre outros tantos de um rol de 29 “suspeitos”, como se viu de ver acima, em nossos Blog – ver aqui e logo abaixo! –, onde os três primeiros e maiores suspeitos teriam movimentado as seguintes quantias: 1º - R$ 49,3 milhões (ANDRÉ CICILIANO – PT); 2º - R$ 30,3 milhões (PAULO RAMOS – PDT), E; 3º - r$ 25,3 milhões (MÁRCIO PACHECO – PSC).

Porém, o maior destaque e o mais citado, comentado e insinuado é para o 17º - R$ 1,2 milhões (FLÁVIO BOLSONARO – PSL), porquê?

É o típico caso daquela parábola do “cisco no olho alheio que não vê uma trave no próprio” ou seria mensurar, ver, avaliar, medir e enquadrar nas mesmas lentes, medidas, réguas, esquadros e compassos ou reflexos do escólio leninista: “acuse ao outro daquilo que você é e daquilo que você pratica”?

Ou: daquilo vociferado pela ciclista inocentA: “no Brasil, todo mundo é corruPTo”; logo, se todos somos corruPTOs, ninguém pode ser condenado por sê-lo - nem há culpados nem inocentes -, muito menos ainda, ninguém seria honesto, via de regra e assim assestado pela imprensa, que intenta “provar” que, nesse sentido, não há ninguém honesto, nem mesmo o Mito e sua família, que não deve ser a exceção de suas próprias regras: “todos somos corruPTos”; como assestado pela inocentA ciclista, escorraçada, expulsa e defenestrada do Poder pela urdida “queda sem coice” quando estupraram nossa Carta Cidadã!

Enfim, será que chegou o tempo vaticinado pela Águia de Haia: “com o tempo o homem sentirá vergonha de ser honesto”! (?)

Onde estavam esses intrépidos, astutos, argutos, audazes e diligentes jornalistas, nesses últimos dezesseis anos de desgovernos escarlates?

Há, pois, chifres nas cabeças de cavalos?

Votei (e votaria) e votarei mil vezes no Mito e família que nos ONESTOS “inocentes e inocentAs da resistência escarlate”, ainda que Queiroz seja culpado de algum ilícito, não o vi na chapa vitoriosa que derrotou a “alma mais ONESTA”, que continua presa no xilindró, apesar de “uma alta corte totalmente acovardada” e de “o Judiciário não vale nada. O que vale é relação entre as pessoas”; e das pífias e esdrúxulas tentativas de pô-lo livre das grades da carceragem quando já deveria estar num presídio ou penitenciária, conforme ditames legais já que é um reles prisioneiro condenado em sentenças judiciais (de primeira e segunda instâncias), e réu noutros similares processos criminais!
Abr
*JG
P.S.: o Queiroz não é o Mito nem membro de sua família! Ou não?