quinta-feira, 22 de março de 2018

RAZÃO E CONSCIÊNCIA VERSUS A SINISTRA LÓGICA DO ASSALTO

Joilson Gouveia*


Eis, pois, o grande engodo ardiloso da renomada “declaração” ou o imensurável busílis dos igualitaristas, humanistas, coletivistas, progressistas, solidários, samaritanos e altruístas ao admitirem a anômala, esdrúxula e abstrusa suposta hipótese de que “todos têm” ou seriam “dotados de RAZÃO e CONSCIÊNCIA”, bem por isso deverão “agir uns para com os outros em espírito de fraternidade”, simplesmente por nasceremlivres e iguais em dignidade e em direitos”.
Ora, se todos tivessem RAZÃO e CONSCIÊNCIA, mormente os delinquentes, marginais, meliantes, bandidos, assaltantes e assassinos [considerados pelos humanistas como “excluídos sociais” ou “vítimas da Sociedade”] esses não imolariam nem ceifariam fria e cruelmente aos seus semelhantes (por um relógio, um tênis ou celular e quejandos) – já que aquela “filósofa” esquerdista de esquerda e à esquerda Márcia Tiburi diz “haver uma lógica no assalto”: https://www.ceticismopolitico.org/opiniao-de-marcia-tiburi-sobre-a-logica-do-assalto-ajuda-a-explicar-a-fuga-de-debates-reais/ e https://www.reddit.com/r/brasil/comments/7ud6hr/m%C3%A1rcia_tiburi_eu_sou_a_favor_do_assalto/ – qual “espírito de fraternidade” detém os referidos tutelados?
Inclusive, já abordei, reiterei e repliquei sobre o tema em nosso modesto blog, quando humanistas se indignaram com a intervenção marcial castrense federal na (in) segurança, do RJ, a ver:
Reitere-se: Militares TIRAM fotos; meliantes, bandidos, marginais e traficantes TIRAM vidas!
Os militares tiram fotos dos moradores das “comunidades” e OAB, Defensores Públicos Estaduais, Núcleos de DDHH e ONG’s dizem-se CONTRA, enquanto silenciam aos que TIRAM vidas, liberdades e direitos desses mesmos “moradores” reféns de seus tutelados tidos como excluídos sociais e coitadinhos sem oportunidade e vítimas da Sociedade!
SUGESTÃO: que tal essas tais entidades, instituições, órgãos e especialistas, comentaristas, sociólogos e quejandos juntamente com os globais subirem às “comunidades” portando Constituições, Códigos, Declarações da ONU, bandeiras e roupas brancas, velas e sons de IMAGINE, de John Lenon, para “exigirem” (ou os convencerem) de seus tutelados a DEPOSIÇÃO de suas armas leves, pesadas e de uso restrito?
Ao tempo em que deverão orientá-los sobre seus Direitos e Garantias Fundamentais Constitucionais e Processuais e dos eventuais crimes que se lhes poderão ser imputados caso desobedeçam e descumpram às leis Penais, não seria um inestimável serviço à Nação?
Abr
*JG
P.S.: Veja, sobre mandado de busca e apreensão coletivo, aqui https://www.youtube.com/watch?v=9ROur5a-yes
Enfim, todos os progressistas humanistas fraternos, solidários e justos poderiam entregar-lhes cópias da renomada Declaração Universal dos Direitos Humanos em troca de seus armamentos e munições bélicos; ou não?
Abr
*JG

Nenhum comentário:

Postar um comentário