quarta-feira, 28 de junho de 2017

COBRAS, JARARACAS E SERPENTES SÃO AS PREDADORAS MAIS MORTAIS DO PLANETA

Joilson Gouveia*

Já dissemos, repetimos, reiteramos e replicamos, em nosso modesto blog, aquilo que a toda prova, obviedade e clara evidência, os ignaros, inocentes, incautos e idiotas úteis não querem ver ou fingem não admitir, crer, ver e saber: o maior e mais grave, inescrupuloso e criminoso estelionato eleitoral de todos os tempos: as eleições gerais de 2014; na qual eLLa (“criatura do criador” – onde “fizeram o diabo para não perder”: ganharam; mas não venceram) teria obtido “os mais de 54 milhões de votos”.
Ora, em verdade, se os tivesse obtido não teria sido defenestrada, escorraçada e deposta do Poder sem os devidos reclamos e justos protestos nas ruas de seus “eleitores”. A chapa vencedora, vitoriosa e triunfante continha ambos: “a governANTA e seu mordomo!” O vice decorativo. Ou não?
De lembrar que alegavam ser, o legítimo, legal, ordinário, regular, regulamentar, regimental, jurídico, constitucional e democrático Processo de Impeachment, uma vindita de Eduardo Cunha – que recebera, admitira e aceitara o pleito postulado por dissidentes da “ORCRIM em que se tornara o PT”, fundado por Hélio Bicudo (“criei um monstro, é meu dever destruí-lo!”) e Miguel Reale Jr (ferrenho socialista Fabiano convicto) juntamente à bela, brava, brilhante e intrépida professorinha-gigante Janaína Paschoal – do qual, aquele desconsiderou o tripé acusatório, que o alcançaria e aos demais séquitos e sequazes: o PTrolão; depois de ter rejeitado e arquivado mais de 37 outros pedidos de impedimento. 
Inclusive, no senado, num urdido, tecido e tramado conluio mancomunado, fizeram-na “sofrer uma queda sem coice”- perdeu os anéis e preservou seus tentáculos, presas e garras letais!
Enfim, aceitaram o “GÓPIS”, sem que seus “eleitores” se rebelassem, nas ruas! Ou não?
Ademais, seria hilário senão fora amoral, sinistro e trágico, os “eleitores deLLa e de seu VICE preferido, proficiente, profícuo e ideal” (escolhido por duas vezes consecutivas pela asquerosa “jararaca” de nove dígitos) virarem iracundos, irascíveis e raivosos, esbravejarem, vociferarem e bramirem babando: “Fora, Temer!Típico!
Demais disso, há lembrar que “aquilae non gerunt colombas”: as águias não geram pombas! Ora, pombas! Assim também é-o com sorrateiras, rastejantes, asquerosas, silenciosas e silentes peçonhentas serpentes, mormente com os socialistas/comunistas, os quais raramente ou quase nunca admitem sê-los, mas sempre unidos pela CAUSA! São cobras engolindo cobras! “As cobras são um dos predadores mais mortais do planeta.
Mais: “As serpentes, também chamadas ofídios, cobras, mbóis, mboias e malacatifas, são répteis poiquilotérmicos sem patas, pertencentes à subordem Serpentes, ou Ophidia. São bastante próximos dos lagartos, com os quais partilham a ordem Squamata.” Fonte: Wikipédia.
Enfim, há mais de dez lustros que o império das serpentes domina nossa espoliada, aviltada e combalida nação, desde antes da “debacle redemocratização”, quando adotaram e praticaram os paulatinos estratagemas sorrateiros, sonsos, falsos, sub-reptícios, subliminares, escamoteados e dissimulados do escólio de Antonio Gramsci às pérfidas  e belicistas estratégias dos socialistas/comunistas/ leninistas/stalinistas/marxistas/trotskistas/lulopetistas/dilmistas, mormente ao implantarem o “socialismo Fabiano” preferido daquele professor de Sorbonne: “O socialismo fabiano, ou fabianismo, é um movimento político-social britânico nascido no fim do século XIX, encabeçado pela Sociedade Fabiana.” Fonte: Wikipédia.
Notem bem: a tesoura-escarlate é a mesma de sempre; pouco importa-lhes o fantoche, marionete ou “poste” que esteja no Poder, contanto que corte e que seja um dos integrantes dos 35 “partidos-políticos” de bandeiras, matizes e ideologias esquerdistas, como sói acontecido, bem por isso nossas sazonais e temporárias “eleições” nessas urnas digitais eletrônicas da venezuelana Smartmatic (máquinas inteligentes, de George Soros) rejeitadas em mais de cinquenta países, para nos dar a todos uma sensação aparente de que vivemos numa Democracia e não numa argirocracia de serpentes escarlates.
Abr
*JG
P.S.: Preparem-se: em breve, a “islamização do Brasil!” :O 


Nenhum comentário:

Postar um comentário