sexta-feira, 4 de julho de 2014

ALAGOAS E SEUS SESSENTA CONSELHOS VERSUS LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL!

Joilson Gouveia*
À semelhança do federal, que há mais de dois lustros e meio não disse a que veio e nem porque aí ainda está, o estadual, em quase dois, também nada fez e nada faz e nada o fará, em prol do desenvolvimento econômico, industrial, agropecuário, social, sanitário, rodoviário, ferroviário, aeroviário, infraestrutura, educacional, securitário e etc., bem por isso nossos ínfimos índices sociais. Aliás, ambos no ocaso e ao cabo e ao fim, se esperneiam querendo mostrar suas competentes gestões! Não seria digestão? Ou melhor, uma ruminação! Antas não digerem ruminam! Aquele que ficar mais quatro longos anos; enquanto este que fazer seu sucessor: leiam ao “Criador & Criatura” aqui, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2014/04/criador-e-criatura.html .
Lá, alhures e acolá, em plagas tupiniquins, quase quarenta ministérios - ora, sendo quarenta daria o que falar e lembrariam logo daquelas “mil e uma noites” fixaram apenas TRINTA E NOVE -, inúmeras secretárias e incontáveis agências reguladoras (e cá, digo eu, empregadoras ou exímias exploradoras do erário ou seriam espoliadoras e dilapidadoras de nossas riquezas, sempre doadas aos seus “camaradas e companheiradas”?) haja vista que nada funciona a contento ou condizente ou decentemente e nada regulam de coisa alguma ou nenhuma e em lugar algum, salvo o nefasto nepotismo mancomunado ao odioso fisiologismo e nefando nemésico sempre contra ao povo que não se acumpliciou de suas manhas e artimanhas e ardilosas estratégias de permanência de suas hostes nas tetas do Erário.
Cá, aqui e nas plagas caetés, em idêntico conluio, se delegou poderes de legiferar a quem não o tem, conquanto incompetente para tal, e cheio desse poder, pariu a fórceps a mais de SESSENTA CONSELHOS – desconheço outro estado-membro que detenha tantos assim e que funcionem e se prestem aos seus fins, claro! Aliás, desconheço quaisquer benefícios ou ações efetivas, eficientes, válidas e positivas desse tal CONSEG, que a nada consegue (sem os trocadalhos dos carilhos) e, também, dos demais CONSELHOS, para o bem de todos e do povo em geral, - ao todo são SESSENTA CONSELHOS – todos eles de inumeráveis, incontáveis e incomputáveis conselheiros comissionados e todos da mais ÍNTEGRA, INTEIRA e TOTAL CONFIANÇA deles: OS DO BEM! Ah! E tão só e somente só e simplesmente (ou “apenasmente e somentemente”, como diria o saudoso “Odorico Paraguassú”), para o bem deles mesmos e de suas hostes e caterva azulada!
Essa foi a grande premissa DA ONDA AZUL: criar esses contingentes enormes de comissionados, um verdadeiro exército sem uniformes e fardas e missões ou deveres e atribuições, todos paridos pela LEI DELEGADA 44/2011, com majoradas e exorbitantes gratificações e de seus subsídios, para isso, por eles e para eles, sequer se fala na Lei de Responsabilidade Fiscal e de seus limites - mas quando é para CUMPRIR E RESPEITAR AO DEVER DE REAJUSTAR ANUALMENTE aos subsídios dos servidores ativos e inativos e pensionistas, ah! Aí a cantilena é a mesma de sempre, única e uma só: ESTAMOS NOS LIMITES DA LRF! Pense na ladainha uníssona!
Demais disso ou enquanto isso e durante isso, aquela velha cruel violência letal intencional continua desembestada feito uma besta fera descontrolada e já passamos de mais de uma milhar de cadáveres, em menos de um semestre, cujos assassinos sequer se sabe de suas autorias, paradeiros ou destinos! Estudos e mais estudos de especialistas e “ólogos” e incomputáveis estatísticas, que de nada servem ou solucionam ou tem resolvido ou controlado ou reduzido ou diminuído tal e tais HOMICÍDIOS. Saibam todos que, independentemente dos tais ESTUDOS apontarem esse leque de vetores causadores dessa VIOLÊNCIA LETAL, a grande, dura, nua, crua e cruel verdade da recrudescente VIOLÊNCIA DESENFREADA é uma só e se deu por opção de premissas do atual e reeleito "governador", que acha que governar é isso que fez e faz!
Ah! Enfim, entre a reserva legal e a recrudescente violência optou por sua legião de conselhos, conselheiros, comissionados e cargos de confiança, que desafiei aos principais jornalistas, repórteres e até renomados blogueiros: PAGARIA UM JANTAR AO QUE PRECISASSE O EFETIVO E O CUSTO DESSE VERDADEIRO "EXÉRCITO"! O desafio foi lançado e, até hoje, ninguém os PRECISOU!
Lembre-se: a tal FNS continua e permanece e está presente nas plagas caetés e nada dá pé!
Abr
*JG

Nenhum comentário:

Postar um comentário